Confira as ótimas respostas do querido Ewiner!


Sabatinando Novamente!

Publicado em 06/12/2015

Confira as ótimas respostas do querido Ewiner!
O boato irá comer solto nos corredores do hotel após os usuários fofoqueiros observarem essas respostas do admnistrador Ewiner.
Yamora: Quais são os eventos que você faz, que são os seus preferidos?
Eu gosto de muitos eventos, um deles é o vogais, ele é simples e fácil de ser jogado por qualquer um. Outro que recentemente criei foi o moeda da sorte, acho ele incrível e para jogar, porém ambos requerem mesmo muita sorte.
Ruqui: O que te faz feliz?
Muitas coisas me fazem feliz, a primeira coisa é eu ver que posso respirar a cada dia, ver as coisas mais lindas que Deus criou para todos, a segunda é saber que tenho um boy magia me paquerando virtualmente, e a outra é que sou administrador de um hotel famoso.
Nuckz: Qual a maior responsabilidade em ser um membro da staff no Habbzone?
Ser membro da equipe requer capacitação, aprendizagem, lidar com diversas situações do dia a dia no hotel fez eu chegar até aqui onde estou, uma regra que levo comigo é não desistir, pois um dia eu, você ou quem seja irar chegar a realizar seus sonhos.
Trevoso: De onde você tira inspiração para criar promoções de quarto tão criativas?
Vem do fundo, do fundo, bem do fundo da minha cabecinha. Toda criatividade sai dela, sei que posso fazer melhor, eu escolho delicadamente cada item que possa fazer das minhas promoções as melhores.
KOOTZ: Qual o seu maior medo?
Ser pego beijando um homem, pois minha família é muito religiosa.
1975: Você se lembra do seu primeiro beijo? Como foi?
Lembro sim, foi em uma noite. Ele jogava Habbo; eu estava deitado na cama dele vendo ele jogar, daí ele chegou, sentou do meu lado e me beijou. Foi muito bom! Eu amei aquele beijo.
JeanSykes: Ewiner, qual foi o momento mais feliz e o mais triste da sua vida?
O momento mais feliz foi quando eu passei na primeira fase do teste do IQJ para estudar na escola mais badalada do meu estado. Já o momento triste que me fez chorar, foi quando minha bisavó morreu aos cento e dois anos de idade.

Anterior
« Visualizar
Próxima
Visualizar »

Divulgação